|Let me fly away with you|.|Give me more than one caress, satisfy this hungriness|.|Let the wind blow through your heart|.|For wild is the wind, wild is the wind|.|For we're like creatures of the wind, and wild is the wind|.|Wild is the wind…|

18
Jul 08

 

Privamo-nos para mantermos a nossa integridade, poupamos a nossa saúde, a nossa capacidade de gozar a vida, as nossas emoções, guardamo-nos para alguma coisa sem sequer sabermos o que essa coisa é. E este hábito de reprimirmos constantemente as nossas pulsões naturais é o que faz de nós seres tão refinados. Porque é que não nos embriagamos? Porque a vergonha e os transtornos das dores de cabeça fazem nascer um desprazer mais importante que o prazer da embriaguez. Porque é que não nos apaixonamos todos os meses de novo? Porque, por altura de cada separação, uma parte dos nossos corações fica desfeita. Assim, esforçamo-nos mais por evitar o sofrimento do que na busca do prazer.

Sigmund Freud, in 'As Palavras de Freud'

 

publicado por nOgS às 08:38
sinto-me: :S
música: Jeff Buckley - Suffering

comentário:
Olá, de novo, Nogs! Estou cheia de sorrisos porque tenho comigo um Sigmund Freud que pensa exactamente da mesma maneira que esse cuja citação acabo de ler. Pois eu faço mesmo o que me dá prazer e escrever poesia, conviver com animais de outras espécies e conhecer-me através da pintura foram sempre as coisas que me deram mais prazer! Corro o risco de me chamarem "eremita", mas eu não me importo nada! Acho que sou mesmo um bocadinho... também sou muito árvore. Tenho raízes bem fundas e gosto de as ter.
Um abraço e obrigada por me teres adicionado à tua lista de amigos.
poetaporkedeusker a 18 de Setembro de 2008 às 13:01

mais sobre mim
Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


pesquisar neste blog
 
RSS