|Let me fly away with you|.|Give me more than one caress, satisfy this hungriness|.|Let the wind blow through your heart|.|For wild is the wind, wild is the wind|.|For we're like creatures of the wind, and wild is the wind|.|Wild is the wind…|

11
Mar 09

 

 

 

 Não me importam casas de cristal, para mundos que se desmoronam já me bastam os meus.

Não quero que me prometam a possibilidade de algo incerto como quem promete pérolas a porcos esfomeados. Não estou assim tão desesperada, obrigada. Não.

Eles têm razão, aqui existe todo um mundo... Sim, preciso deles. Agora. E, no fundo, eles não precisam assim tanto de mim. É igual um mim ou outro qualquer. Mas não faz parte do meu lema viver com uma coleira ao pescoço... mesmo que esta tenha buracos para possivelmente, futuramente, me colocarem medalhas.

Não quero carregar estatuetas ou coleccionar chapas de ouro com pancadinhas desenhadas nas costas. Não sou adepta de camisolas, mesmo que fique muito gira com elas perfeitamente ajustadas ao meu corpo.

Deixem-me respirar! Lá fora existem outros mundos e cá dentro, no fundo, não se vive propriamente num paraíso.

– Tomem. Deixo-vos a chave deste bonito castelo amaldiçoado. Não o quero para mim.

publicado por nOgS às 20:19
sinto-me: revoltada
tags:

comentário:
Sentes-te uma? Eu já me senti....agora não...

beijinhos
magnolia a 17 de Março de 2009 às 18:16

mais sobre mim
Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


pesquisar neste blog
 
RSS